Natal: a tradição no Algarve

Natal: a tradição no Algarve

Antes de mais, é o momento de desejarmos um Feliz Natal e Boas Festas a todos os nossos leitores e amigos. E se parece estranho este voto agora que o Natal está a “passar”, saibam que não o é, pois a quadra só está a começar! Relembremos em seguida porquê.

O Natal moderno

O comércio e o turismo não podem ficar indiferentes ao Natal “secular” que se desenvolveu nas últimas décadas, começando sensivelmente no final de Novembro e que vai até ao dia de Natal. As crianças entram em férias escolares e as atividades vão progressivamente diminuindo até que no dia 24, todos se juntam em família para celebrar a Véspera de Natal. O Pai Natal, numa das suas muitas formas (presencialmente, na televisão, descendo pela chaminé ou tocando à campainha), não pode faltar. E, ao longo destas semanas de dezembro, os municípios e os centros de comércio enfeitam as ruas, organizam eventos e asseguram que as pessoas entram no espírito.

IRG Property Christmas

O Natal tradicional

Contudo, de acordo com a tradição, o Natal não acaba a dia 25; antes começa nessa data e vai até ao dia de Reis, comemorado a 6 de janeiro.

O Presépio é uma das tradições da quadra, montado em casa mas também em lugares públicos. É especialmente conhecido o presépio “serrenho”, montado em escadaria e que se constitui um verdadeiro monumento temporário, para orgulho da comunidade.

Este é também o tempo das charolas e das janeiras. Grupos de pessoas vão pelas ruas declamando versos ou entoando cânticos tradicionais, alusivos ao nascimento de Cristo, à chegada dos Reis Magos e à paz e harmonia entre todos. São depois convidados a partilhar as sobras da Consoada, a provar um vinho ou a tradicional aguardente de medronho algarvia.

Até aos Reis, poderá encontrar encontros de charolas e janeiras em várias localidades do Algarve, nomeadamente em Faro e Tavira onde os festivais de charolas mantêm bem viva a tradição natalícia!