/Lisboa: o melhor ‘city break’ para foodies
pasteisdebelem

Lisboa: o melhor ‘city break’ para foodies

Lisboa: o melhor ‘city break’ para foodies

Na semana passada referimos o facto de o Carvoeiro ter sido escolhido pelos internautas do Europe Best Destinations como a melhor praia da Europa 2018. Esta semana retomamos o tema, relembrando um artigo publicado pelo portal online da Condé Nast Traveler há poucas semanas. A prestigiada revista de viagens e turismo declarou Lisboa como a melhor cidade europeia para “city breaks” e para “foodies”.

O artigo referia-se aos três melhores destinos para “city breaks” na Europa para o verão de 2018. Colocava Lisboa a par de Malta e de S. Petersburgo, destacando o arquipélago mediterrânico pelas praias e a cidade russa pela cultura. No que toca a Lisboa, destacava a comida como uma das suas grandes vantagens: desde o trabalho dos chefs Nuno Mendes, José Avillez, Marlene Silva e Alexandre Vieira, aos Pastéis de Belém, a trabalhar desde 1837. Adicionalmente, o artigo sugeria as vistas de Cascais e Sintra e também os bares em terraços, como o Topo, no centro da cidade. De resto, é bem sabido que em qualquer restaurante os turistas estrangeiros podem encontrar pratos ligados à nossa tradição mediterrânica que os deixam encantados.

foodies-lisbon

Destaque e notoriedade

Se Lisboa já começa a enfrentar alguma pressão imobiliária e alguns problemas causados pelo súbito acesso de turistas nos últimos cinco anos, o certo é que o turismo se apresenta como um fenómeno crescentemente maduro e consolidado. A Condé Nast Traveler é uma revista de grande prestígio nesta área (tal como a Forbes o é em matérias de economia e finanças), e neste sentido um artigo deste género é simultaneamente causa e efeito deste forte movimento a que Lisboa tem assistido, tal como Portugal, em geral.

Causa, porque vai relembrar aos seus leitores que Portugal é um tesouro turístico a descobrir, sob a forma de mais um selo de qualidade. E efeito, pois a própria Condé Nast Traveler está mais atenta ao que se passa em Lisboa e predisposta a validar, junto dos seus leitores, os sinais de qualidade e novidade que daqui têm chegado.

Os turistas e aqueles que já se imaginam a comprar segunda residência em Portugal continuarão a voar até cá.