Vinho do Algarve: a caminho da internacionalização

Algarve Wines

Vinho do Algarve: a caminho da internacionalização

O NERA (Associação Empresarial Região do Algarve), em conjunto com a Universidade do Algarve, promoveu uma ação de divulgação de produtos regionais, tendo a internacionalização das PME algarvias como principal objetivo. A iniciativa teve o vinho como um dos produtos em destaque, e contou com a presença e colaboração da CVA (Comissão Vitivinícola do Algarve) e também de vários produtores locais, como a Quinta da Tôr.

Além de uma mostra de produtos regionais que aconteceu no pavilhão do NERA, em Loulé, a iniciativa (no âmbito do projeto Internacionalizar mais Algarve) incluiu também a visita de empresários do setor agro-alimentar a diversas quintas da região. Tendo como objetivo futuro a exportação para vários países europeus, como Alemanha, França e Suécia, os empresários puderam visitar as instalações “in loco”, conhece as condições de produção e armazenamento e também provar as colheitas mais recentes.

O Algarve, uma região de vinho

O Algarve é associado a praias, golfe e turismo em geral, mas não propriamente a vinho. Alguns dirão que os vinhos produzidos por Cliff Richard são apenas um devaneio ou um hobby de um estrangeiro apaixonado pela região (que até colocou a propriedade à venda, recentemente). É provável que, dadas as dimensões reduzidas das áreas de exploração, a região nunca venha a ter a notoriedade do Douro ou do Alentejo. Contudo, contudo vir a ser uma marca reconhecida pela alta qualidade dos seus vinhos raros. Algo como Bucelas ou Colares, mas numa escala maior.

Algarve Wines

A região demarcada surgiu em 1980 e dispõe atualmente de quatro regiões DOC (Denominação de Origem Controlada): Tavira, Lagoa, Portimão e Lagos. Trabalhando com várias castas, os produtores virão a dar destaque à casta Negra Mole, que sendo natural da região poderá dar origem a vinhos de grande qualidade e, acima de tudo, diferentes.

Numa entrevista recente, Mário Santos, responsável pela Quinta da Tôr, apontava que o primeiro passo seria vender ao turista, mas que a internacionalização seria o caminho a seguir.

Passo a passo, é bem possível que o Algarve venha a conseguir mais um rótulo de qualidade para o seu futuro turístico. De resto, podemos acrescentar que o trabalho de Cliff Richard deu frutos – a sua adega foi a primeira da região a conseguir medalhas no International Wine Challenge (Londres).

Author: IRG Property

Passion for property all over the world. Specialise in Portugal and mostly the Algarve at the present. Been all over America and Europe buying and selling property. Now using that knowledge to help others' with their property search.