/Férias: reservas de britânicos aumentam 700%

Férias: reservas de britânicos aumentam 700%

De acordo com o Público, as reservas de férias por parte de turistas britânicos em Portugal aumentaram cerca de 700% após o estabelecimento da “ponte aérea” no passado dia 22 de agosto. O facto de já não ser obrigatório, aos viajantes oriundos de aeroportos portugueses, cumprir uma quarentena de 14 dias à chegada ao Reino Unido, originou uma reação imediata por parte do mercado.

Companhias aéreas reagem de imediato

As companhias aéreas a operar entre o Reino Unido e o Portugal reagiram imediatamente aos sinais do mercado. A Ryanair anunciou 14 voos semanais adicionais, para o período entre 11 de setembro e 24 de outubro, em relação ao que vinha a fazer até agora. A Jet2, a TUI Fly e a British Airways também vão aumentar a oferta, aproximando-a do que estava disponível no período pré-pandemia.

Credibilidade de Portugal está a dar frutos

João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), disse ao Público que diversos países mediterrânicos estão agora na lista de quarentena do governo britânico. Ou seja, aos passageiros que regressarem desses países terão de cumprir quarentena à chegada ao Reino Unido. São os casos de França, Espanha e Croácia. Para Fernandes, esse motivo estará a ajudar a que muitos britânicos se decidam por Portugal para reservar férias.

A confiança dos britânicos em Portugal

É de salientar também a confiança dos britânicos numa evolução favorável da pandemia no nosso país. Tal como anunciámos previamente, o secretário dos Transportes, Grant Shapps, alertou que a lista pode ser alterada a qualquer momento e que quem viaja deve contar com uma quarentena inesperada ao voltar ao Reino Unido. Todavia, os britânicos parecem plenamente confiantes de que Portugal não voltará a ser incluído na “lista negra” tão cedo.

Esta questão é salientada pelo facto de a grande maioria das reservas ser para setembro e para outubro, tal como foi relatado pela operadora turística On The Beach (OTB) ao Jornal de Notícias. Cerca de 70% das reservas foram planeadas a prazo, e não para os dias finais de agosto.