/Desconfinamento

Desconfinamento

Desconfinamento

A palavra “desconfinamento” está na ordem do dia. O início da segunda fase do levantamento das medidas de controlo da pandemia está a revestir-se do mesmo otimismo moderado que se notou no início do mês.

O governo divulgou as regras de acesso às praias que se deverão observar ao longo do verão. Apesar da estranheza com que uma boa parte da população as está a receber, não se confirmam os piores pesadelos. O primeiro-ministro António Costa referiu que “cada cidadão deverá ser o fiscal de si mesmo”, apelando à responsabilidade e ao sentido de disciplina que, de resto, se verificaram ao longo de dois meses de pandemia. Em todo o caso, o acesso às praias (nomeadamente às praias urbanas e de maior afluência) implicará a observância de um sistema de bandeiras semelhante a um semáforo que indicará se os lugares no areal estão ocupados.

Restauração a 50%

Entre as medidas de desconfinamento com impacto direto no turismo está a reabertura dos estabelecimentos de restauração e pastelaria a 18 de maio, no início da 2.ª fase do desconfinamento. Por agora, os estabelecimentos estarão limitados a uma lotação de 50%; espera-se que este limite possa ser levantado durante o mês de junho.

Turismo do Algarve dá recomendações aos agentes turísticos

A Região de Turismo do Algarve (RTA) não perdeu tempo e já emitiu um guia de boas práticas destinados aos agentes turísticos da região. O objetivo do Algarve Clean & Safe é manter os números baixíssimos, por qualquer padrão, que a região alcançou durante a pandemia e reforçar a confiança no Algarve enquanto destino turístico. (…) “procedimentos de limpeza e higienização, formação de colaboradores e informação a disponibilizar as turistas e visitantes” estão, segundo o Observador, entre os principais tópicos do Algarve Clean & Safe. Em comunicado, o presidente da RTA, João Fernandes, sublinha que o guia é um passo para que o Algarve ofereça os “momentos de tranquilidade pelos quais, mais do que nunca, todos anseiam”.