/Primeiro-ministro apela a visitas ao ‘outro’ Algarve
Antonio Costa

Primeiro-ministro apela a visitas ao ‘outro’ Algarve

O primeiro-ministro António Costa esteve no miradouro da serra do Caldeirão, no concelho de Loulé, onde, falando para os jornalistas, deixou um apelo aos portugueses: que visitem o ‘outro’ Algarve, o interior, entre o Barrocal e a Serra.

De acordo com o Notícias ao Minuto, o primeiro-ministro declarou que “O Algarve é bastante mais do que mar, sol e praia e há este outro Algarve que é preciso proteger”, destacando aí a “riqueza” da serra do Caldeirão “do ponto de vista ambiental e da sua biodiversidade”.

A visita de Costa inseriu-se num roteiro pré-eleitoral que leva o primeiro-ministro a percorrer a Estrada Nacional 2, um dos projetos turísticos com maior potencial em termos de marca para o futuro. A estrada liga Chaves e Faro, atravessando cerca de 35 concelhos.

Festival do Perceve em Vila do Bispo

No Algarve, a EN2 liga Faro a São Brás de Alportel, daí seguindo para Almodôvar, já no Alentejo. Mas existe mais ‘outro’ Algarve para visitar além de São Brás de Alportel. É o caso de Vila do Bispo, que tem as pontas de Sagres e São Vicente como ex-líbris.

De acordo com o Sul Informação, entre 30 de agosto e 1 de setembro, irá acontecer no concelho mais a sudoeste de Portugal Continental o Festival do Perceve. Decorrendo sempre entre as 13h00 e a meia-noite (para almoços, petiscos da tarde e jantares), o evento irá incluir vários pratos típicos da Costa Vicentina, ligados ao mar. Além dos perceves (ou “percebes”, em linguagem corrente), o festival inclui “mexilhões, feijoada de choco, lapas grelhadas, moreia frita, navalheiras, salada de polvo, camarão, as papas de mexilhão e o choco frito”.

Como se espera numa iniciativa deste género, haverá animação musical. Os “Undercover Agents for the Blues” atuam na sexta-feira; no sábado, é a vez Sons do Mira e Paulo Coelho; finalmente, no último dia a música estará a cargo do Rancho Folclórico de Odiáxere, de Cláudio Rosário e ainda de Marco Campaniça.