/Governo convida Hollywood para filmar em Portugal
IRG Property - Portugal e Hollywood

Governo convida Hollywood para filmar em Portugal

Governo convida Hollywood para filmar em Portugal

Portugal vai investir 4 milhões de euros em promoção turística via Hollywood. Não foi uma notícia de manchete ou grande destaque entre nós, mas não deixou de causar algum impacto no estrangeiro – especialmente porque foi referenciada no website da Variety, no passado dia 23 de fevereiro. De acordo com o artigo da célebre revista norte-americana, o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) vai gerir um programa, com fundos apoiados pelo Turismo de Portugal, para financiar as despesas de filmes a rodar no nosso país. O valor é de 25% do total apresentado, podendo subir a 30% se o filme apresentar aspetos da cultura portuguesa.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, esteve em Hollywood recentemente e reuniu-se com diversos estúdios de produção no sentido de divulgar esta possibilidade. Para Portugal, trata-se de acompanhar uma tendência que já é habitual na Europa, de convidar os estúdios de cinema americanos para dinamizar o turismo e a visibilidade internacional do país através da representação num grande filme.

IRG Property Portugal

Será muito dinheiro? Ou pouco?

A questão dos “X milhões de euros” é um tema recorrente na sociedade civil. A comunicação social frequentemente cria manchetes, muitas vezes sensacionalistas, baseadas em grandes valores monetários para justificar um grande prejuízo ou uma grande perda. Estas manchetes criam efeito pelo facto de a opinião pública, por falta de literacia financeira, não saber interpretar da melhor forma números desta dimensão.

O Orçamento Geral do Estado para 2018 prevê que o “Total da Despesa financiada por receitas gerais” seja de cerca de 50 000 milhões de euros. Isto significa que o valor destinado pelo Turismo de Portugal à promoção cinematográfica do país é de 0,008% deste valor.

Tendo em conta a possibilidade de esta forma de publicidade chegar a milhões de pessoas, e ainda por cima de uma forma não “intrusiva” (enquanto se divertem a ver um filme, com a mensagem sempre presente ao longo de duas horas), temos de concordar que se trata de um meio de promoção bastante económico.

Hollywood, depois de Bollywood

A presença de Hollywood na Europa já tem sido um hábito, principalmente através de filmes de Woody Allen, como “Vicky Cristina Barcelona” (2008), “Meia-Noite em Paris” (2011) e “Para Roma com Amor” (2012). Quanto a Portugal, a indústria do cinema indiano já nos descobriu, tendo já passado por locais como Óbidos e Leiria. Será que os americanos serão os próximos?